segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Poema de Amor


Eu queria escrever um poema de amor
Embaixo de uma mangueira
Numa bela tarde nordestina de calor
Sendo você minha companheira

Eu queria ouvir a orquestra dos grilos
Tomar um banho de cachoeira
Neste sertão de lendas e mitos
Tendo você como companheira

Eu queria olhar os seus olhos negros
Cantando pra você uma bela canção
E você com seu sorriso meigo
Dançando ao som do meu violão

Queria dizer-te o quanto te amo
Quanto é infinito o meu amor
Esse poema, esse meu canto
Esse meu canto de sonhador





Nenhum comentário:

Postar um comentário